Quarta-feira, 27 de Agosto de 2008
Rua Cónego Manuel Aguiar Barreiros
CÓNEGO MANUEL AGUIAR BARREIROS Com início na Circular de Braga ( Avenida António Macedo ) e fim na Dr. Francisco de Noronha ( Bairro da Misericórdia ), o nome dado á rua Cónego Manuel Aguiar Barreiros pertencente à freguesia de São Vicente, foi atribuída pela sessão camarária de 7 de Julho de 1981, prestando assim homenagem ao estudioso, arqueólogo, professor e escritor que se distinguiu e impôs durante a sua permanência na cidade, como um verdadeiro apaixonado de bem servir Braga e a sua cultura. A ele se deve, entre outros valiosos trabalhos, o estudo criterioso que fez sobre a Sé de Braga, através do seu livro, “A Catedral de Santa Maria”, cuja primeira edição data de 1922, mas que foi reeditada há poucos anos pelo Cabido de Braga. Como professor, destaca-se o livro que nos primeiros anos do seu múnus ( 1917 ), lançou para estudo da Arqueologia e Belas Artes, “Elementos de Arqueologia e Belas Artes”, que ainda hoje, decorridos noventa anos, serve como manual para todos aqueles que se interessam por esta área de estudo. O interesse que suscitou levou a que rapidamente se tenham esgotado a primeira e segunda edição e que, mais tarde, em 1950, de novo fosse dado à estampa, em terceira edição, composto nas Oficinas Gráficas da extinta “Pax”. O censor da primeira edição, Padre Agostinho de Jesus e Sousa, não se poupou a elogios sobre a obra, dizendo : “… julgo-o não só de ser aprovado, mas ainda de ser recomendado a todo o clero. Versa nele o autor, com invulgar competência, um assunto sumamente importante e que tão descurado tem sido no nosso país…os ELEMENTOS DE ARQUEOLOGIA E BELAS ARTES,… vieram preencher uma verdadeira lacuna na nossa literatura científica” Também o Arcebispo Primaz do tempo, Dom Manuel Vieira de Matos, secundado pelo Cardeal Patriarca e Bispos de várias dioceses, não se coibiu de lhe prestar os melhores encómios : “É um trabalho de grande alcance que contribuirá eficazmente para que entre nós se desenvolva o gosto e conhecimento da Arqueologia, sendo muito para desejar que venha a ser adoptado nos nossos seminários.” Prefaciou a primeira edição o Padre Arqueólogo Martins Capela : “… mais o conspecto da obra que o autor se dignou estender diante dos meus olhos, pasmados de tanta riqueza em tão pequeno escrínio: Doutrina que daria para uma biblioteca, reduzida a compêndio para ensino nos seminários! E para mais ilustrada com numerosas tábuas de desenhos, escrupulosamente colhidos para elucidação do texto”. Da sua actividade na investigação devemos recordar o seu empenho na descoberta dos vestígios arqueológicos de eras passadas. A ele se deve a Campanha Arqueológica no cimo da Falperra, no lugar de Santa Marta das Cortiças, escavações levadas a cabo no verão de há anos que puseram a descoberto, entre outros vestígios, as ruínas de uma possível basílica, possivelmente visigótica ou até anterior ( era paleo-cristã ?) e que, lamentavelmente, está praticamente abandonada a campanha então devida a Aguiar Barreiros. Tratar-se-ia, talvez, de uma primitiva ocupação humana, embrião como outras ocupações humanas das elevações que cercam a cidade, da que depois veio a ser conhecida como a Bracara Augusta. Braga, 5 de Março de 2008 LUÍS COSTA


publicado por Varziano às 15:34
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


posts recentes

consequencias da 2ª g.Gue...

Bom Jesus 1

Bom Jesus 2

Bom Jesus 3

Bom Jesus 4

Bom Jesus 5

Bom Jesus 6

Bom Jesus 7

Bom Jesus 8

Bom Jesus 9

arquivos

Maio 2013

Dezembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds