Quarta-feira, 30 de Julho de 2008
Praça Alexandre Herculano

 PRAÇA  ALEXANDRE HERCULANO

 

Popularmente conhecido pelo seu antigo nome, Largo dos Penedos, largo que já figura na planta de 1594 e que no mapa de André Soares, e já está assinalado com esse topónimo, julga-se que nome lhe adveio por no local existir uma enorme pedreira, podemos dizer que é talvez, como outros espalhados pela cidade, um dos mais antigos recantos da Braga Monumental.

 

 Aquando do Centenário de Alexandre Herculano, em 1910, a Câmara de Braga, em sessão de 11 de Abril, recebeu um ofício da Comissão Promotora desse centenário convidando-a a assistir a uma sessão solene no Teatro São Geraldo comemorativa do evento ao qual se associou com entusiasmo, ao mesmo tempo que resolveu atribuir ao antigo Largo dos Penedos o nome deste consagrado autor.

 

Alexandre Herculano, historiador, romancista e poeta (Lisboa, 1810 – Val de Lobos, 1877), foi incumbido pala Academia de Ciências de Lisboa de inventariar  os arquivos do País na busca de elementos para compilar a história de Portugal, que conseguiu em parte na “Portugaliae monumenta histórica” , fonte preciosíssima de informações históricas, etnográficas e linguísticas que organizou com mestria.

 

Para consultar velhos incunábulos, pergaminhos e actas escritas em latim teve necessidade de aliar às pesquisas um erudito latinista. Em Braga, consultou o arquivo da recente biblioteca, criada por Almeida Garrett e então instalada no edifício dos Congregados, desde 1841.

 

Não foi muito feliz quanto ao Arquivo da Sé e Cabido, porquanto, sabendo os cónegos das intenções de Herculano de levar para Lisboa, para a Torre do Tombo, os documentos mais importantes, não consentiram a sua investigação salvando-se assim, se se pode dizer, ficando em Braga, os mais valiosos documentos da história de Braga e da sua arquidiocese, que hoje enriquecem o valioso espólio do Arquivo Distrital.

 

Com a recolha dos arquivos da extinta ordens religiosas em 1834, recolha efectuada pelo primeiro bibliotecário da Biblioteca de Braga, Dr. Manuel Rodrigues da Silva Abreu, muito beneficiou, Alexandre Herculano, com a consulta desses arquivos para incluir na sua monumental obra a história da Bracara Augusta.

 

De vasta erudição, de grave e solene estilo, de modelar linguagem e vernaculidade criou, dentro do espírito do romantismo, o romance histórico português.

 

Da sua vasta bibliografia, podem indicar-se “A Harpa do Crente” (1838), “Eurico, o presbítero” (1844), “História de Portugal” 4 volumes (1846, 47, 1850 e 1853), “O monge de Cister” (1848), “Lendas e Narrativas” (1851), e ainda o “Bobo” e “O Bispo Negro”.

 

A Praça Alexandre Herculano está situada ao cimo da rua dos Chãos e liga com a rua do Carvalhal, Santo André, São Vicente e é a entrada para a avenida Norton de Matos, por uma espécie de túnel, solução encontrada por uma má resolução, para compensar uma fatia de terreno que não pode ser expropriada.

Esta praça, indevidamente descaracterizada, do seu traço antigo, tinha no seu ângulo poente uma construção barroca que foi destruída para dar acesso à avenida Norton, que no seu início tem duas faixas de rodagem, e que aqui, neste sítio, foi afunilada, para uma só, para a tal entrada-túnel. Local de grande e caótico movimento, com paragem de autocarros para várias freguesias de Braga e outros destinos, torna-se em determinadas horas do dia, numa dor de cabeça para peões e transportes automóveis.

 

Em tempos existiu neste então belo e soalheiro recanto bracarense, uma boa fonte de traça barroca, com tanque e coluna central, figurada por uns tritões. Era muito parecida com a dos claustros dos Congregados. Levou sumiço e foi depois substituída por uma fontanário de ferro com duas torneiras e encimado por dois braços de ferro que sustentavam lâmpadas de iluminação pública. A água que jorrava na primitiva fonte devia vir da caixa que se encontrava no adro de São Vicente.

 

Braga, 30 de Junho de 2008 

 

                                                             LUÍS COSTA    

 



publicado por Varziano às 13:54
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


posts recentes

consequencias da 2ª g.Gue...

Bom Jesus 1

Bom Jesus 2

Bom Jesus 3

Bom Jesus 4

Bom Jesus 5

Bom Jesus 6

Bom Jesus 7

Bom Jesus 8

Bom Jesus 9

arquivos

Maio 2013

Dezembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds