Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008
A lenda dos nomes das terras
LENDA DOS NOMES DAS TERRAS E RIOS “…e chamou Deus ao elemento árido Terra e ao agregado das águas Mares” (Génesis – 10) …e depois viu que isto era bom e pensou em percorrer a terra e dar-lhes nomes. Acompanhado do querubim escriba, pôs-se a caminho. Atravessou continentes e chegou a este canto onde principiou a sua tarefa. Mencionava um nome e logo o escriba o assentava. Os passos seguiam-se e os nomes, surgiam ao gosto de Deus e o querubim ia assentando. Os relevos que eram parte integrante para a escolha e, assim, foram escolhidos os das localidades por onde iam passando. A azafama era grande, e o cansaço se fazia sentir nos caminhantes, mas teria que se aprontar e o esforço valia a pena – era bom ! Chegados a uma monte, onde a vista se alongava, o escriba queixou-se – Meu Deus, sinto uma grande dor na cabeça ! Que nome para esta terra ? Deus, preocupado com a dor do querubim, disse-lhe : - É dor de ouvidos ?! - “ÓBIDOS”, senhor ? e assentou “ Óbidos”. E caminhada continuava. Chegados a um ponto, Deus exclamou : - Daqui via todos os que criarei ! Sem mais, lá ficou o assento VIATODOS ! Passos andados, chegaram a um rio, que corria por entre gargantas cavadas. Qual o escolhido ? E Senhor disse, ele segue por lugar cavado e anjo escreveu Cávado. Já um pouco à frente, o escriba perguntou : - A este rio que nome se dará ? O senhor admirado respondeu : - Outro, homem ? o anjo escreveu “HOMEM”. Continuando na sua tarefa, o Senhor chegou perto do mar e, cansado descansou e adormeceu. Ao acordar disse ao querubim : -Em sonhos vi Ana! E logo ele assentou “VIANA”. E a missão ia-se cumprindo, os nome iam sendo assentes pelo escriba. -Qual Escolheis ? Senhor estou tão cansado ! -Não desfaleças, vai andando que estamos, por hoje a acabar. Depois descansarás. Caminha sempre! E o escriba, zás, assentou CAMINHA. Deixando o estuário do rio, passaram a outros lugares, Deparou-se-lhes um monte. Subindo-o com esforço, regalaram-se com o horizonte que dali se desfrutava. Num socalco descansaram e a pergunta sacramental : - Senhor, que nome dais ? E a resposta foi : - Dá-lhe lá um dos que já demos a outros . E anjo assentou “LAUNDOS”. Cansados pela dia tão afadigado o Senhor resolveu descansar por aquele dia e deixar para o seguinte a continuação da tarefa. E o querubim para acabar, pergunta : - E Senhor, por hoje o que faremos mais ? - Por hoje paramos, e amanhã recomeçaremos . E o escriba anotou “PARAMOS”. E assim terminou o dia. Braga, 7 de Agosto de 2008 LUÍS COSTA


publicado por Varziano às 18:11
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


posts recentes

consequencias da 2ª g.Gue...

Bom Jesus 1

Bom Jesus 2

Bom Jesus 3

Bom Jesus 4

Bom Jesus 5

Bom Jesus 6

Bom Jesus 7

Bom Jesus 8

Bom Jesus 9

arquivos

Maio 2013

Dezembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds