Segunda-feira, 28 de Julho de 2008
RUA DO ANJO

 RUA  DO  ANJO

 

Em 19 de Janeiro de 1919, é proclamada a Monarquia no Porto e em Lisboa. Como resultado foi declarado o estado de sítio em todo o Continente. No entanto esta declaração é efémera, pois a 24 de Fevereiro seguinte a revolta é subjugada no Sul. No norte os monárquicos ainda se aguentam durante 25 dias, até 13 de Fevereiro. Durante este pequeno espaço de tempo foi criada uma Junta Governativa do Reino chefiada por Paiva Couceiro. Este órgão governativo ficou conhecido como o governo da Monarquia do Norte, conhecido popularmente pela “Monarquia do Quarteirão”.

 

Em Braga, um grupo de monárquicos ao tomar conhecimento da rebelião que tinha eclodido para a instauração do antigo regime, aplaudiu e declarou-se a favor, tendo tomado posse da Câmara.

 

Logo em 30 de Janeiro, em Lisboa e Porto, ruidosas manifestações tiveram lugar a favor da República. Entretanto o descontentamento popular, abriu inscrições para se constituírem batalhões de voluntários para defender a República, ao mesmo tempo que os militares do Corpo Expedicionário Português, recentemente chegado de França, organizam uma coluna para a defesa do regime instaurado em 1910.

 

Após os combates por todo o litoral centro, a guerra civil, que tinha eclodido com a frustrada monarquia, os republicanos entram no Porto, e sufocaram a intentona. Estava-se então no dia 13 de Fevereiro. Em 14 de Fevereiro de 1920, um ano decorrido sobre a derrota das forças monárquicas, a câmara de Braga, sob a presidência do doutor José Leão Ferreira da Silva, querendo assinalar o dia do fim da guerra civil no ano anterior, atribuíram o topónimo de rua 13 de Fevereiro, à antiga rua do Anjo, nome que perdurou até 3 de Agosto de 1942, data em que de novo foi rectificado, passando à sua anterior denominação, rua do Anjo.

 

Esta rua já vem mencionada no mapa de Braun, e bem assim no mapa de André Soares. Sabemos por documentos anteriores à data do mapa de Braun, de 1594, que pelo ano de 1540, se principiaram a edificar casas com seus quintais, junto ao muro exterior da muralha medieval de Braga.

 

No entanto, este velho arruamento teve, entre 11 de Novembro de 1909, até dias depois da eclosão do movimento republicano, em 1910, o nome do Doutor António Maria Pinheiro.

 

O seu início é no Largo Carlos Amarante, no gaveto formado pela Igreja de Santa Cruz e edifícios fronteiros, sensivelmente no antigo lugar do Castelo Rodrigo, e vai terminar à entrada do Largo de Santiago.

 

É um arruado bastante estreito, mas é uma das vias de acesso, do centro da cidade, ao Governo Civil, Esquadra da P.S.P., museus Pio XII e Medina, museus situados no antigo Seminário Conciliar de Braga.

 

Algumas casas desta rua são, possivelmente, do século XVIII. Nos seus quintais pode ver-se um pano da muralha fernandina, que partindo das traseiras das casas do largo de Santa Cruz, foi interrompida pela construção do Seminário Conciliar. Nesta rua encontram-se algumas oficinas de recuperação e construção de móveis em talha.

 

Neste arruado passam na Semana Santa, as procissões de Ramos, do Ecce-Homo e do Enterro. No adro da igreja de Santa Cruz, igreja que margina grande parte da rua, no domingo de Ramos, faz-se a cerimónia da Bênção de Ramos e, à tarde, neste mesmo adro, quando ali passa a procissão, se realiza o sermão do encontro entre a Virgem Mãe e Jesus Cristo, cerimónia religiosa que sempre atrai numeroso público.

 

Braga, 28 de Julho de 2008 

 

                                                              LUÍS  COSTA

 

 

 

   

 

  

 



publicado por Varziano às 18:58
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


posts recentes

consequencias da 2ª g.Gue...

Bom Jesus 1

Bom Jesus 2

Bom Jesus 3

Bom Jesus 4

Bom Jesus 5

Bom Jesus 6

Bom Jesus 7

Bom Jesus 8

Bom Jesus 9

arquivos

Maio 2013

Dezembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds