Terça-feira, 13 de Janeiro de 2009
A igreja de São Lázaro 3 anexo
A igreja de São Lázaro 3 . Anexo Pela lei de 20 de Abril de 1911, os bens da Paroquia de São José de São Lázaro, também foram arrestados a favor do Estado: ( Cópia do duplicado existente no Arquivo da Câmara Municipal de Braga) Lugar do Escudo Nacional Serviço da Republica Distrito de Braga Concelho de Braga Paroquia de São José de São Lázaro Inventário dos bens Imobiliários e mobiliários desta Freguesia, declarados propriedade do Estado e dos corpos administrativos pelo artigo 62.º da lei de 20 de Abril de 1911 AUTO DE ARROLAMENTO Aos quinze de Julho de mil novecentos e onze, nesta cidade de Braga e freguesia de São José de São Lázaro, compareceu a comissão concelhia do inventário criada pela lei de 20 de Abril último, a saber : presidente o cidadão Norberto Guimarães, administrador do concelho; vogal paroquial Manuel Joaquim de Paiva indicado pela Câmara Municipal; vogal agregado, nomeado pelo Governo, doutor José da Paixão Pereira; e secretário, Sebastião José do Lumiar Ramos, por delegação do escrivão da fazenda. – Como detentor dos bens a arrolar compareceu, também, o pároco deste freguesia António José d’Amorim . Na presença de todos se deu começo ao arrolamento dos bens indicados no artigo sessenta e dois, da referida lei, passando a fazer-se a sua descrição pela forma seguinte: BENS MOVEIS Bens da Paróquia Paramentos nº 1 Oito paramentos de damasco, sendo cinco vermelhos e três verdes, e dois de lã e mais dois de seda branca e outro de matiz de seda de ouro. nº 2 Uma capa de asperges de seda branca a imitar ouro nº 3 Um paramento preto completo, um pavilhão de damasco roxo, cinco bolsas corporais, sendo as três primeiras de quatro cores e as duas últimas de duas cores. nº 4 Dezassete véus, para cálices catorze, dois para ombros, de cetim roxo, e um de seda branca imitar ouro, duas dalmáticas de seda, velhas, duas capas de asperges de seda roxa, também velhas, dezanove opas, sendo treze novas de lãzinha vermelha e seis usadas. nº 5 Quatro casulas, sendo duas de damasco branco, velhas, uma nova de galão e outra de damasco a fingir ouro. nº 6 Uma estola paroquial com borlas, uma casula roxa, quatro jogos de sacras, um terno completo de damasco branco, um paramento preto de sebaxte de veludo. Roupas brancas nº 7 Sete alvas de linho, sendo três com folhos de cassa, três com folhos de seda e uma de cassa já velha, e três cordões para as mesmas, duas toalha de linho bordado para altar e mais uma para o altar mor de tira bordada. nº 8 Quatro sanguíneos ; duas credenciais com folho de cassa; dezasseis palas, sendo seis redondas e dez quadradas; oito manus-terfios; e mais um de croché; oito corporais; seis amitos; mais dois corporais para mesinha pequena; três sobrepelizes, sendo duas novas e uma velha; e duas toalhas de água às mãos. Alfaias e móveis nº 9 Dois missais; uma cómoda de madeira de para guardar paramentos com seis gavetas; três armários, sendo dois para o arquivo, e outro para guardar cálice; uma mesa de castanho; uma urna para eleições; e mais um armário para guardar opas; seis lanternas; uma mesinha para a comunhão. nº 10 Uma colcha de seda gravada com franja; dois frontais, sendo um de seda com face branca e outra vermelha, e o outro com uma face preta e outra roxa com sebasto verde; dois confissionários de castanho; uma cadeira de braços com assento de couro; seis cadeiras com assento de palhinha; um sino; um oratório com cortinas; um crucifixo; um quadro a óleo com imagens; e uma campainha. nº 11 Uma cruz de metal para acompanhamento; dois cabides, um de castanho e outro para tralhas (?); três umbelas, sendo uma de oleado e duas de damasco de seda, uma nova, outra velha; dois vasos sagrados, sendo um de prata grande e outro pequeno; quatro cálices, sendo dois de prata com paterna e colheres do mesmo metal, e dois com prata, digo, e dois com capa de prata lavrada e pé de metal com paterna e colher. nº 12 Um vaso de vidro de lavatório; dois tocheiros grandes de madeira; dois ferros para lâmpadas, uma caixa de madeira para requerimentos; sete cortinas de paninho vermelho; uma estante para livros; oito castiçais dos altares do Coração de Jesus e Maria, dois crucifixos nos mesmos altares; um encerramento de paninho vermelho; e uma cruz procissional de prata com o peso de treze marcos e cinco onças. nº 13 Imagens: Uma de São José, tamanho natural; outra do Coração de Maria; outra do Coração de Jesus; e uma outra denominada Senhor da Aflição. Bens imóveis nº14 Um edifício, denominado igreja paroquial de São José de São Lázaro, situado no largo do mesmo nome com torre, digo, com sua torre de quatro sinos, tendo interiormente quatro altares laterais e o altar-mor, tendo duas sacristias à esquerda deste. nº 15 Uma casa para a residência do pároco, sita na rua de São Lázaro. Com os números de polícia de 27 a 29, com seu quintal, a que dão o nome de passal. E não havendo mais nada arrolar nesta igreja paroquial ordenou o senhor presidente a continuação dos trabalhos na Sé Primacial, fazendo-se a entrega dos bens arrolados para sua guarda e conservação à Junta de Paroquia, representada neste acto pelo seu membro Manuel Joaquim de Paiva, que de como os recebeu vai assinar com a Comissão mencionada, depois de lhe ser lido, por mim Sebastião José do Lumiar Ramos, que o subscrevi e assino. Norberto Ferreira Guimarães Manuel Joaquim de Paiva José da Paixão Pereira Sebastião José do Lumiar Ramos


publicado por Varziano às 14:15
link do post | favorito
|

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


posts recentes

consequencias da 2ª g.Gue...

Bom Jesus 1

Bom Jesus 2

Bom Jesus 3

Bom Jesus 4

Bom Jesus 5

Bom Jesus 6

Bom Jesus 7

Bom Jesus 8

Bom Jesus 9

arquivos

Maio 2013

Dezembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds